quinta-feira, 8 de abril de 2010

Sintomas

Me pediram pra eu escrever mais detalhes dos meus sintomas, de como tudo aconteceu até eu descobrir o Linfoma. E eu vi que realmente, no primeiro post eu quis contar tudo de uma vez só, e no fim não passei muitas informações, eu pensei que quase ninguém ia ler esse blog, por isso não dei muita bola, e misturei tudo em um só post.
Bom, então eu vou falar do acontecido até chegar o diagnóstico junto com os sintomas, os MEUS sintomas, nem todos os sintomas são iguais, algumas pessoas nem mesmo sente algum sintoma.

Bom, acho que isso vinha acontecendo desde julho de 2009, eu tive umas pontadas no peito um dia, e no outro dia eu acordei toda dura sem condições de trabalhar, e minha mãe me levou no pronto socorro, e sabe, hoje em dia os médicos acham que tudo é depressão, então o médico que me atendeu não me pediu nem um raio x e me deu
anti-depressivo pra tomar, e realmente, minha dor passou, cheguei a acreditar realmente que eu tava com depressão. Só que desde de julho, eu tava com uma tosse, que vinha e sumia, tosse seca, pouca coisa sabe, então eu deixei, nem dei importância.

Passou julho, agosto, setembro... Eu comecei a ficar com falta de ar, andava um pouco e cansava, subia escada, e parava com o coração disparado de tanto que eu cansava, tinha suadores noturnos, até que final de setembro eu tive um dia aquela dor no peito,e no outro dia levantou uma coisa enorme no meu peito, procurei um clinico geral, que quando viu, não tinha a mínima idéia do que era, eu lembro que ele me perguntou "brigou com o namorado?" "tais aborrecida com algo?", eu já
fui falando, "NÃO, EU NÃO TENHO NAMORADO E TO BEM FELIZ, NÃO TO COM DEPRESSÃO NÃO", porque poxa, tava sempre sendo assim, qualquer coisa que eu tinha o pessoal dizia que era depressão por causa dos ultimos acontecimentos, mas eu já tinha superado, eu tava bem feliz, que mania de todo mundo dizer que eu tava com depressão, isso me irritava! Então, o médico me deu vários exames pra fazer, fiz o de sangue primeiro e não deu nada, fiz o raio x, e o médico ligou pra minha vó as pressas, eu tava com derrame pleural, tava funcionando só com um pulmão, por isso aquela falta de ar toda, e me encaminhou pra um pneumologista o Dr.Renato Matos, que pra mim, é o melhor médico de pulmão de criciúma, me ajudou muito, dava toda atenção que a minha família precisava, dai vimos que realmente eu tava com um derrame pleural, mas a inflamação na pleura se dá por algum motivo, no começo ele desconfiava que era tuberculose, que é a maioria dos motivos de derrame pleural, mas depois ele viu que não era isso, e eu fui a ultima a saber como sempre né, fui tirar um pouco do líquido pra fazer biópsia, vi meu pai que mora em Florianópolis vim e voltar no mesmo dia, queria me levar pra Floripa, achei um exagero, e nem notei né que estavam me escondendo algo.

Até que saiu o resultado, o Dr. Renato como sempre ligou correndo e me tirou da minha aula, anoite, pra ir no consultório dele, chegando lá, ele me deu a notícia, "Tais com Linfoma", eu nunca tinha escutado falar nisso, pensei, bom isso ai, eu devo tomar uns remédios que vai passar, hauahauhauah engano meu né, dai ele largou, "o tratamento é quimioterapia e radioterapia", meu mundo desabou naquela hora.


Mas como eu falei, nem todo mundo tem os mesmos sintomas, e algumas pessoas nem tem sintomas, o Ivan por exemplo, meu colega de quimio que já tá termindo as radios, ele descobriu porque capotou o carro dai teve que fazer uns exames de imagem né, e viu que tinha linfoma, ele tinha no pescoço.
A Estér, que hoje está curada, ela sentia muita dor nas pernas, tosse, falta de ar, coceira, dor nas costas porque ela tinha um tumor nas costas, tinha também no pescoço, no abdomen, no baço e no fígado, o caso da Estér de ter em vários lugares é porque ela demorou pra descobrir, mas hoje ela está bem, faz 6 meses que ela terminou o tratamento. A Estér foi a primeira pessoa que eu falei pessoalmente que estava curada, e isso é muito importante pra quem está em tratamento, conversar com pessoas que passaram por isso e hoje estão bem.
O Ivan e a Estér, trataram com a Dra. Giovanna, que é a minha médica.
E teve casos também que não deram certo, mas a maioria se cura. Como diz o Dr. Renato "tu teve sorte de ser Linfoma, é um dos câncer com maior índice de cura".


No próximo post eu escrevo mais sobre o tratamento, sobre aceitação da doença, coisas do tipo, porque se eu escrever aqui o texto fica muita grande.


Beijos e continuo aceitando dicas do que escrever.

3 comentários:

  1. Adorei o texto Sabrina!!!! Estou aki para confirmar que estou curada!!! estou torcendo por todos akeles que estao na reta final e orando por aqueles amigos que nao conseguirao terminar o tratamento mas que forao grandes vencedores por QUE tiverao o privilegio de nascer e oportunidade de lutar....
    deixo aki uma frase:
    "o mais importante é sempre esperar o melhor, mas estar preparado para o pior. "
    Pensamento realista do livro ANTICANCER que recomendo a todos, né Sabrina!!!!
    ESTÉR KNAPPMANN

    ResponderExcluir
  2. continue a nadar!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Sabrina, meu nome é Vanessa. Meu pai também esta com derrame pleural, já é a terceira vez que esta internado, e o resultado da biopsia esta demorando muito, dizem que demora de 10 a 15 dias. E ele sente dores muito forte na perna esquerda. Você sentia dores na perna também? Obrigada, beijos!!

    ResponderExcluir

Olá! Sejam bem vindos no meu Blog! :)
Se for escrever como anonimo, favor deixar seu nome! :)
Obrigada por comentar.
beijos